Home » Destaques » Entidades solicitam retirada de PMs do presídio

Entidades solicitam retirada de PMs do presídio

Nesta segunda-feira (13), lideranças da Associação dos Cabos e Soldados em Alagoas (ACS/AL), da Associação dos Subtenentes e Sargentos Militares de Alagoas (ASSMAL) e da Associação dos Oficiais Militares (ASSOMAL) se reuniram com o Comandante-geral, Coronel Marcos Sampaio, para pedir a retirada dos militares que se encontram à disposição da Secretaria de Ressocialização prestando serviço nos presídios alagoanos.

Na oportunidade, o Cabo Wellington, o Sargento André e o Tenente Coronel J. Cláudio, acompanhados do procurador jurídico da ASSOMAL, Napoleão Júnior, protocolaram um documento que solicita a retirada dos 50 PMs que atualmente fazem a segurança do presídio de segurança máxima de Alagoas. Anteriormente, o pedido tinha caráter emergencial e prazo máximo de 60 dias de duração, a contar de fevereiro deste ano, pois a medida adotada pelo Governo de Alagoas configura desvio de função. Os presidentes das associações informaram que já se passaram nove meses e até agora nada foi feito em favor da segurança dos militares.

De acordo com o Cabo Wellington, presidente da ACS/AL, essa não é uma função dos militares, pois prejudica o serviço da PM que possui um déficit de efetivo. “A proposta inicial seria que os militares só passariam dois meses e, na verdade já vai completar um ano e nada de mudanças”, explicou.

Texto: Deisy Nascimento (ASCOM – ACS/AL)